quinta-feira, 6 de março de 2008

POEMA DO AMOR INFINITO


POEMA DO AMOR INFINITO
Gracinda Calado

Você sempre viveu em minha vida.
Como uma sinfonia me cobria de cores
E me enfeitava de belas flores.

Você sempre fez parte da minha vida
Ajudando-me a viver o amor infinito
Amor que salva e enobrece a alma.

Você me fez sentir o frescor da manhã
O calor do sol em dias de alegria
O fogo do amor em noites de encanto.

Você que me fez sua alma gêmea
E me fez sentir os seus desejos
Guardados no sacrário do seu coração!

Você me trouxe a paz e a confusão,
A alegria e a solidão dos apaixonados
Trouxe-me também o fel e o mel.

Você, amor infinito, do meu coração.
Poema, sinfonia e luz da madrugada.
Razão da minha própria existência!

Neste nosso poema de amor infinito
Cantarei eternamente o nosso amor
Pois não haverá jamais amor assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário