sábado, 10 de maio de 2008

PERDÃO MINHA MÃE!


PERDÃO MINHA MÃE!
Gracinda Calado

Perdão minha mãe, pelo sangue que suguei de ti roubando toda tua seiva e tua essência.
Perdão pelas vezes que tirei do teu peito o meu sustento, a tua energia!
Pelas vezes que não te deixei dormir, roubando-te as horas preciosas de descanso.

Pelas vezes que não te ouvi desprezando os teus conselhos.
Pelas horas de agonia, pelos sustos quando estava doente e te preocupavas.
Perdão minha querida mãe, pelas peraltices de criança levada, te obrigava a me dar um castigo ou umas palmadas.

Pelo teu desvelo, teu carinho e toda tua dedicação, nas noites frias de inverno que me envolvias e me cobrias de beijos, nas caladas da noite sem reclamar nada.
Perdão, pelo tempo que te roubei do teu descanso, dos teus passeios, e de tuas horas de lazer!

Perdão pelas vezes que não ouvi teus sábios conselhos!
Desprezei-os nos momentos de decisões da minha vida e arrependi-me loucamente.
Perdão minha mãe pelos momentos de impotência quando te vi doente e não pude fazer nada para salvar-te.

Perdão, mil vezes perdão, mãe querida, pelos meus erros e minha indiferença aos teus conselhos sábios que tanta falta fizeram em minha vida!
Minha mãe sinto-me perdoada porque sei e conheço o teu coração grandioso de verdadeira mãe e de mulher devotada e carinhosa!
Abrace a tua filha que te ama muito!

3 comentários:

  1. linduh d++ até chorei ....

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente lindo....

    ResponderExcluir
  3. simplesmente lindo....muito verdadeiro.

    ResponderExcluir